COMO GANHAR DINHEIRO LENDO EMAIL

Ganhe dinheiro lendo e-mails! Trabalhe lendo e-mails, anúncios e ganhe dinheiro na internet! Cadastre-se agora através do meu convite!
http://www.e-clicky.net/herculano

quinta-feira, 5 de abril de 2012

DÚVIDA?

Leitura Bíblica: Marcos 14.32-42 Chegou a hora! O Filho do homem está sendo entregue nas mãos dos pecadores (Marcos 14.41). Quando terminei meu mestrado, meu pai me presenteou com uma poesia de autoria própria. Nela expressou o quão orgulhoso estava por mim e o quão importante eu sou para ele. A vitória era minha, mas não tenho dúvidas de que ele estava tão ou mais feliz do que eu. Também me lembro desta frase que ele me disse certa vez: "Eu sei que você tem sempre o controle da situação", eu só não quero ver você sofrendo". Pais se importam com os filhos, alegram-se juntos, sofrem juntos, sentem dor... Lendo este texto de Marcos, comecei a pensar na dor que Deus sentiu ao enviar seu filho para a morte. Jesus pediu ajuda ao pai. Você consegue imaginar a cena? Um filho, pedindo para não morrer e recebendo um NÃO como resposta? Sem dúvida: Deus sofreu, mas deixou que tudo acontecesse movido por outro amor, tão grande quanto o que tinha por seu filho: o amor por nós. Jesus poderia ter recusado o "não", como muitas vezes os filhos fazem, mas obedeceu, sem ser forçado a isto. Nosso Pai Celestial e seu Filho Jesus são perfeitos e sabem o que é melhor para a nossa vida. Jesus seguiu o conselho do Pai e morreu por toda a humanidade. Depois retornou, e eu não tenho dúvida de que ao final de tudo pai e filho se alegraram juntos pela possibilidade de salvação oferecida a todos. Sempre pensei no sacrifício de Jesus como algo supremo, magnífico, e assim é. Mas ao pensar agora que nós passamos por angústias semelhantes a que Jesus passou com o seu pai antes da cruz, faz-me dar ainda mais valor ao ato. Que pai humano deixaria seu filho morrer por quem não merece nada? Se você ainda tem dúvida sobre o valor deste sacrifício, imagine-se no lugar do Pai e reflita sobre o que aconteceu. Depois de tamanha demonstração de amor, o mínimo que devemos fazer é demonstrar gratidão e dedicar nossa vida àquele que nos ama a ponto de mandar seu próprio filho para morrer em nosso lugar. Autor: Ana Cláudia Gusso - Curitiba - PR

Um comentário:

  1. É verdade!! É magnífico esse amor!
    Muito bom o texto!
    Fique na Paz

    ResponderExcluir